Aulas de culinária nas escolas Sesc estimulam experimentação, aprendizado e diversão


O Projeto Culinária dissemina a cultura de uma alimentação saudável, com base nas potencialidades infantis e no prazer de fazer de cada criança.

No Sesc Santa Catarina, alimentação saudável é uma questão de educação. Há muito tempo a Instituição desenvolve projetos nutricionais e promove uma alimentação de qualidade nas Escolas. Mas, há dois anos o assunto ganhou força e entrou como componente curricular da Educação Infantil, com as aulas de culinária para crianças de 2 a 5 anos em 21 Unidades, em um projeto que envolve professores, estudantes e suas famílias. Em 2018, 3.159 alunos da rede foram impactados com as atividades.

– A escola é o local onde as crianças podem ser estimuladas a comer de forma mais saudável e deve ser usada como um espaço privilegiado para a conquista da autonomia e adoção de hábitos saudáveis – salienta o gerente de Educação do Sesc/SC, Valdemir Klamt.

Desenvolvido em parceria com a área de Saúde do Sesc, o Projeto Culinária, possui uma metodologia específica, com abordagens teóricas e práticas, seguindo as diretrizes da Proposta Pedagógica da Educação Infantil. O objetivo é incentivar os alunos a consumirem alimentos saudáveis, possibilitando o fazer e o experimentar de maneira prazerosa, organizada e segura. Os encontros semanais contemplam conhecimentos sobre nutrição, experiência sensorial, gastronomia nacional e internacional, e preparação de receitas, proporcionando o desenvolvimento de atitudes positivas frente aos diferentes tipos de alimentos.

Para os pequenos, lidar com a preparação da comida pode significar diversão e as aulas de culinária, que mais parecem um momento de brincadeira, são, na verdade, um momento de muita concentração e aprendizagem.

– Quando a criança tem a oportunidade de testar, se sujar e vivenciar a produção da receita, comer e experimentar alimentos diferentes, a alimentação se torna um grande prazer – observa Klamt.

Conteúdos trabalhados despertam a curiosidade natural das crianças

A cada mês são trabalhados diversos conteúdos curriculares correlacionados ao tema alimentação saudável e nutricional com a temática do Festival Gastronômico Sabores do Brasil Sesc, evento que celebra as tendências e a influência dos temperos e sabores do mundo na gastronomia brasileira. Em setembro de 2018, a culinária espanhola foi o assunto desenvolvido.

Na Escola Sesc Chapecó, o plano de aula contemplou o estudo científico da cultura do país, como as pessoas se vestem, o que comem, entre outros.

– Dentro da proposta, as crianças estudaram sobre os temperos e especiarias e realizaram atividades lúdicas e significativas, num grau de complexidade apropriado para cada turma de Educação Infantil – conta Daniele Reinke Streicher, técnica de Educação da Unidade.

– Conhecer aquilo que estão preparando e comendo, pesquisar de onde vêm esses alimentos e como chegam às suas mesas são abordagens que ampliam o vocabulário das crianças e aumentam seus repertórios culturais, promovendo desenvolvimento e aprendizagem. A diversão e a riqueza de conteúdo são elementos essenciais para o desenvolvimento do projeto – reforça o gerente de Educação do Sesc.

Karina Kobos, professora da turma de 3 anos da Escola Sesc Curitibanos, acredita que quando a criança participa do preparo da comida, ela pode estar mais aberta a experimentar novos sabores.

– Conhecer o aroma e o gosto de cada ingrediente torna-se parte da brincadeira, na medida em que desperta a curiosidade natural das crianças. Dessa maneira, ela irá crescer com um paladar mais eclético e terá mais chances de manter uma alimentação saudável no futuro – explica..

Identificando as texturas, cheiros e sabores

Na atividade de análise sensorial, a abordagem foca nos cinco sentidos, tato, olfato, paladar, visão e audição, ampliando as descobertas e utilizando diferentes linguagens. Os alunos experimentam diferentes sabores, texturas, cores, formas dos alimentos, e as turmas mais avançadas elaboram registros coletivos das receitas.

De acordo Taisa Ferretto Ribeiro, técnica de Educação do Sesc Curitibanos, a intenção é proporcionar a familiarização de alimentos crus, cozidos, inteiros ou picados para que elas tenham a oportunidade de manuseá-los e sentir seus cheiros, suas texturas, suas cores, seus sabores.

– Um outro argumento a favor da culinária com as crianças está na oportunidade de conversar sobre a origem dos alimentos. Elas aprendem que o leite não vem da caixinha, que as frutas, verduras e legumes precisam da terra, da água e da luz sol. Essa reconexão com a natureza também favorece sua preferência deles por alimentos mais saudáveis – destaca Taisa.

Hora de colocar a mão na massa

Por fim, as professoras realizam a oficina culinária, o momento mais gostoso! É hora de vestir a touca e colocar mão na massa para produzir um dos pratos típicos da culinária estudada.

Em um ambiente descontraído, as crianças higienizam os alimentos, cortam, picam, contam e misturam tudo, participando ativamente de todo o processo. A ludicidade em manusear ingredientes e utensílios de cozinha e a prática de cozinhar e preparar seu próprio lanche acabam despertando a curiosidade nos alunos, que passam a experimentar com mais naturalidade alimentos que, por vezes, não comiam. Ao final, os pequenos degustam o prato e levam para casa a receita para compartilhar com a família, em um convite para que os pais preparem a mesma, continuando assim, a construção do conhecimento.

– Como resultado do projeto, as crianças vivenciam e entendem que manter uma boa alimentação é importante para uma vida saudável, que praticar exercícios físicos também faz muito bem à saúde, que é preciso escolher bem os alimentos que serão colocados no prato e que refeições com alimentos bem coloridos são, geralmente, mais gostosas e mais nutritivas. Todos estes conceitos são incorporados no cotidiano da escola e na vida das crianças e, consequentemente, na vida de suas famílias – finaliza o gerente de Educação.

Rede de Escolas Sesc/SC

Em Santa Catarina o Sesc conta com 21 Escolas de Educação Infantil Bilíngue (Creche e Pré-Escola), 13 de Ensino Fundamental, Educação de Jovens e Adultos (EJA) em quatro cidades, projeto Habilidades de Estudo (contraturno escolar) em 17 unidades e projeto Horizonte (contraturno escolar) em três unidades.

Oferece também, em conjunto com o Senac, o Ensino Médio e Técnico em Programação de Jogos Digitais, em Palhoça. Os pais e/ou responsáveis com interesse em conhecer a estrutura da escola devem entrar em contato com a Unidade do Sesc mais próxima e agendar visita.

As matrículas seguem abertas e ainda há vagas em algumas Unidades. Os Editais estão disponíveis em: http://www.sesc-sc.com.br/escola. Na página também é possível acessar as fichas de matrícula e entrevista. As matrículas podem ser realizadas na Área de Relacionamento com Clientes das Unidades do Sesc e os valores das mensalidades consultados no local.

Fonte: G1

Categorias: Alimentação Desenvolvimento Sustentável Gastronomia Gastronomia Social