Caminho Cervejeiro é aposta para diversificar o turismo na Grande Florianópolis

 

Projeto apoiado pelo Sebrae-SC investe nas cervejarias artesanais como mais uma alternativa para o turismo na região da capital catarinense.

A cerveja já faz parte da cultura do Brasil. Somos o terceiro país que mais produz a bebida no mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e da China – em 2016, 14.1 bilhões de litros foram fabricados aqui. Entre as bebidas alcoólicas, ela também é a preferida de grande parte dos brasileiros e tem bastante representatividade na economia do país, gerando 2.8 milhões de empregos.

Santa Catarina é sede de 78 das 679 cervejarias legalmente instaladas no Brasil, de acordo com números do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O alto potencial de consumo do estado motiva o surgimento de novas indústrias cervejeiras que, além de fomentarem a economia, também estão estimulando a diversificação do turismo catarinense.

O estado que sedia a Oktoberfest – maior festa de origem alemã do Brasil e a segunda maior do mundo, onde a cerveja é protagonista – agora aposta no potencial da bebida para diversificar as rotas turísticas catarinenses. O projeto Caminho Cervejeiro é um exemplo de iniciativa com este intuito que vem dando certo.

Fruto de um esforço conjunto do Sebrae-SC, da AMPE (Associação dos Empreendedores de Micro e Pequenas Empresas e dos Empreendedores Individuais da Região Metropolitana de Florianópolis) e da União Cervejeira da Grande Florianópolis, o objetivo é diversificar o turismo em Santa Catarina e ainda estimular o crescimento das produtoras locais da bebida. Hoje, apenas 3% da produção é artesanal, número que tende a crescer junto com o interesse dos consumidores, impulsionado por ações de incentivo provenientes de diferentes fontes.

Caminho Cervejeiro renova o turismo

O Caminho Cervejeiro é uma rota turística fundada com o objetivo de estimular o turismo cervejeiro em diferentes pontos da Grande Florianópolis. Percorrendo diversos municípios, a rota desperta o interesse do público em conhecer tanto as belezas da região que conta com águas termais, belas praias e cultura açoriana quanto as cervejas produzidas localmente com alta qualidade.

Os passeios passam por fábricas de cerveja preparadas para revelar os segredos do seu processo de produção e para oferecer degustações dos rótulos produzidos. Os roteiros contam também com passeios culturais por locais históricos da Grande Floripa e refeições em bares e restaurantes que servem pratos que harmonizam com cervejas locais. Na rota oficial estão 9 cervejarias regionais que produzem mais de 40 tipos da bebida.
São elas:

●Bayer Bier (Florianópolis)

●Da Ilha (Florianópolis)

●Faixa Preta (Santo Amaro da Imperatriz)

●Jester (Águas Mornas)

●Kairós (Florianópolis)

●Nefasta (São José)

●Sunset Brew (Tijucas)

●UNIKA (Rancho Queimado)

●Weinmann (São José)

Além de oficializar o Caminho Cervejeiro como opção turística na região de Florianópolis, o projeto busca fomentar o turismo por meio de agências que oferecem o transporte e a organização dos passeios. A preocupação é possibilitar que o percurso seja feito com segurança sem que nenhum atrativo seja deixado de fora do passeio. Essa medida, além de trazer segurança para os participantes, traz benefícios para as agências, que passam a incluir novo produto para seu portfólio de atividades.

Iniciativa do Sebrae-SC fomenta cervejarias e turismo local

Sempre buscando maneiras de estimular os negócios de diferentes portes e segmentos, o Sebrae-SC apostou na criação do Caminho Cervejeiro por perceber o alto potencial de crescimento das cervejarias locais. Além disso, para consolidar o projeto e por notar a necessidade dos empreendedores de se organizarem para evoluir, ações de fomento aos negócios e à competitividade das micro-cervejarias da Grande Florianópolis são realizadas com as participantes do projeto.

O projeto, executado em parceria entre o Sebrae/SC, a AMPE Metropolitana e a União Cervejeira, funciona como uma consultoria para as cervejarias a fim de abordar temas como gestão, monitoramento, estruturação e diagnóstico. Também são realizados workshops sobre diferentes temas importantes no mundo dos negócios, como marketing digital e finanças.

Os empreendedores se reúnem periodicamente com os especialistas do Sebrae-SC para pensar em ações específicas de estruturação desenhadas de acordo com a necessidade de cada cervejaria. Além do planejamento estratégico e do acompanhamento de consultores, o Sebrae-SC também promove ações para aproximar as empresas do mercado com a perspectiva de fechamento de negócios entre os segmentos de turismo, gastronomia e tecnologia.

O Sebrae-SC ainda promove ações de marketing e eventos a fim de aumentar a visibilidade do projeto Caminho Cervejeiro, estimular a participação do público e divulgar essa nova possibilidade de entretenimento tanto para quem é de fora da região quanto para quem é daqui. As iniciativas mostram que existe um universo de sabores e possibilidades com ingredientes daqui e que as vantagens são visíveis tanto para quem é turista quanto para quem empreende na Grande Florianópolis.

Cervejaria Unika: um caso de sucesso

O crescimento das marcas preocupadas com a qualidade do produto e a diversidade de estilos de cerveja acabou aproximando alguns produtores interessados em profissionalizar o negócio profissional, alinhar o prazer de degustar uma cerveja especial e artesanal com o ambiente turístico das suas fábricas na região da Grande Florianópolis. A Unika foi uma das pioneiras do projeto Caminho Cervejeiro.

– Nosso objetivo é tornar a região da Grande Florianópolis também reconhecida como um dos polos cervejeiros de qualidade. E atrair visitantes para conhecer o que fazemos aqui. O projeto também permite fomentar a cultura cervejeira através de ações promocionais e de integração das marcas – em eventos, feiras, congressos -, que possam dar o suporte para o desenvolvimento do setor na nossa região metropolitana – explica Luciano Andriani, proprietário da Cervejaria Unika.

Para saber mais sobre a iniciativa, acesse o site.

Fonte: G1, por Sebrae/SC