Sustentabilidade e Desenvolvimento Turístico na Ilha de Santa Catarina


Autores: Marília Hafermann

Resumo: O presente trabalho tem como objeto o turismo na Ilha de Santa Catarina no decorrer dos últimos quinze anos, em particular na cidade de Florianópolis, atualmente conhecida como paraíso turístico em virtude de suas inúmeras belezas naturais. São trazidos à discussão aspectos que a tornaram capital turística. Em meio às transformações, baseadas no fomento ao turismo, metamorfoseou-se a cidade, turistificando-a, despertando discursos ambientais aliados à necessidade de práticas de turismo sustentável. Foram empregadas consultas documentais e bibliográficas, aerofotos, fotografias, mapas da evolução da ocupação urbana, além da pesquisa e observação aos conteúdos de demandas turísticas nacionais, estaduais e locais. Após a análise quantitativa e qualitativa destes dados, observou-se que a atividade turística fora uma vocação natural imposta, implantada de forma desordenada, tornando a cidade galvanizada com rapidez assustadora. Percebeu-se que as práticas turísticas atuais não consideram a sustentabilidade, ultrapassando a capacidade de desenvolvimento turístico e originando impactos negativos que, na maioria das vezes, descaracterizam a sustentabilidade dos atrativos naturais. Estes acontecimentos provocam sentimentos de preocupação em parte da população civil e administrativa, comprovando que a questão ambiental não pode mais ser ignorada: ela aparece aos nossos olhos e nos mostra na transformação da natureza que cuidar é preciso. O Capítulo I faz revisão histórica e conceitual sobre o turismo. Em seguida desenvolveu-se uma discussão que abrangeu a relação entre o turismo e o meio ambiente e da necessidade de se praticar turismo sustentável. O Capítulo III aborda o turismo mundial, brasileiro e a estrutura e demanda turística no Estado de Santa Catarina. No Capítulo IV, com análise dos dados pesquisados, verificou-se o desenvolvimento turístico na Ilha de Santa Catarina. O Capítulo V apresenta análise do processo de ocupação. Concluindo que o turismo de massa que se implantou na Ilha de Santa Catarina não é compatível com turismo sustentável. Para melhorar este quadro é preciso mudar o paradigma e integrar desenvolvimento turístico à sustentabilidade.

Abstract

This study has as its object the tourism in Santa Catarina Island during the last fifteen years, specially in the city of Florianópolis, nowadays known as a tourism paradise due its several natural beauties, seeking to bring into discussion the aspects which made it a tourism capital. Among the transformations based on the stimulation to the tourism the city metamorphosed arising environmental speeches allied to the need of sustainable tourism practices. To this study were used documental and bibliographic consultation, air photographs, photographs, maps of the urban occupation evolution besides the research and observation to the contents of national, state and local tourism demand. After the quantitative and qualitative analysis of these data, it was observed that the tourism activity was a natural vocation imposed, implanted in such disordered way that made the city urbanized in a scary rapidity. It was noticed that the current tourism practices do not consider the sustainability, exceeding the tourism development capacity and originating negative impacts that, most of times, deprive of characterists the sustainability of the natural attractions. These events provoke worrying feelings in a part of the civil and administrative population proving that the environmental issue can’t be ignored any longer: it appears to our eyes and shows us in the transformation of the nature that to take care is necessary. Chapter I does a historical and conceptual review of the tourism. In the sequence was developed a discussion that embraced the relation between the tourism and the environment and the necessity of practicing the sustainable tourism. Chapter III approaches such topic on the whole, Brazil and the tourism structure and demand in Santa Catarina State. On Chapter IV,with the analysis of the researched data, it was verifyed the development in Santa Catarina Island. Chapter V presents analysis of the occupation process. Concluding, that mass tourism which was implanted in Santa Catarina Island is not compatible with sustainable tourism. To improve this situation it is necessary to change the paradigm and integrate tourism development to sustainability.

Palavras-chave: Sustentabilidade, Turismo, Florianópolis

Tipo do documento: Tese

Instituição: UFSC

Editora: n/a

Cidade da editora: Florianópolis

Número de folhas / minutos: 240p

Ano: 2004

Status: Publicado

Arquivo: Arquivo